Notícias de Caruaru e Região

Crônica do Dia – AULA – Por Whisner Fraga

Eu queria dizer a ela que não precisa ir para a escola....

Whisner Fraga
Whisner Fraga

A menina guarda o estojo.

A mochila pesa pouco e ela estica o braço para encaixar a alça no ombro.

Estilhaços de sono reluzem diversos perigos.

A menina reclama da hora e eu explico que dali a pouco haverá tanta brincadeira que a preguiça ficará para depois.

A menina equilibra o pão entre os dentes enquanto espera que eu abra a porta.

Estamos quase atrasados, mas ainda há tempo para amarrar os sapatos e para uma última reclamação:

Deixa-me faltar hoje.

Não deixo, menina.

Que tal se descermos e pegarmos umas sementes e depois as plantássemos e vigiássemos o vaso até que rompam o enigma do nascimento?

Que tal se fizéssemos a lista do que mais odiamos?

E o elevador já está em nosso andar.

A menina me lança a mão e eu a pego.

Ajeito-lhe a camiseta, a alça, a franja e podemos seguir.

Eu queria dizer a ela que não precisa ir para a escola, que é melhor dormir mais um pouco, que pode ficar no conforto de casa.

Mas ela tem de ir.

Whisner Fraga comenta o livro “Enterrando gatos”, de Rafaela Tavares Kawasaki e lê um trecho de um conto da obra:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.