Notícias de Caruaru e Região

Coluna Cultura e Política – Dia da Reforma Protestante – Por Paulo Nailson

Paulo Nailson-Cabeçário-Jornal-de-Caruaru

Essa semana uma data é particularmente lembrada por cristãos evangélicos: 31 de outubro. Até mesmo entre os historiadores há uma concordância sobre o valor da da Reforma Religiosa do Século 16 para os cristãos e dos desdobramentos na sociedade, política, economia e cultura. Quando Lutero afixou as 95 teses naquele ano de 1517 e, junto com esse gesto, priorizando autoridade das Sagradas Escrituras, na salvação somente pela graça, mediante a fé em Jesus Cristo, isso trouxe sem dúvidas um impacto na história da Igreja.

Entre os poucos que se aprofundam no tem no Brasil, alguns deles de fato conseguiram não só uma melhor compreensão sobre o que aconteceu mas principalmente conseguiram trazer luz para nossa mente em relação a contextualizar para os dias atuais. Um deles, para mim o mais lúcido, foi o reverendo Dom Robinson Cavalcanti.

Reforma Protestante - Créditos Anton von Werner (1843-1915)
Reforma Protestante – Créditos Anton von Werner (1843-1915)

O saudoso bispo anglicano lembrava que o estado atual da igreja não é nada promissor: “Batalhas espirituais, prosperidade, pulinhos, gritos histéricos, mantras superficiais, ativismo, tribalismo, culto à personalidade, estrelismo, showcultos e outras “terapias alternativas” não nos levarão muito longe, e o futuro não se afigura dos mais animadores”.

Nessa linha de pensamento sofremos, igualmente, como as demais denominações, da influência do secularismo, do liberalismo e do fundamentalismo. Continua crescente a crise de identidade, com dúvidas e rejeições ao seu legado, suas características e seus princípios.

O bispo já previa a chegada do que considerava um dos piores momentos na história do Protestantismo. Ainda que o Evangelho continue sendo pregado a quase todas as nações. Já se passaram mais de 500 anos e a necessidade de continuar reformando, se atualizando, mantendo as virtudes e tentando corrigir os erros. Assim como aprendi na Mocidade Para Cristo, preservando princípios e modernizando os métodos, abordagens, contextualizando para atender e entender o que cada geração está perguntando a cerca da vida, para darmos respostas mais acertadas.

Dom Robinson não defendi a necessidade de uma “nova reforma”. Elecria que devemos “nos apropriarmos, com sinceridade, com determinação, com convicção, com discernimento, com coragem, com atualização, da sua herança, tornando-a não somente autêntica, mas renovada, atual e relevante.”

Para Ver

Filme: Lutero – Depois que recebeu um “livramento” de Deus, quando quase foi atingido por um raio, Martinho Lutero percebe seu chamado. Vai para o mosteiro, mas acaba por não concordar com as práticas da Igreja Católica na época. Lutero, um estudioso da Bíblia, elabora 95 teses que vão contra a doutrina católica e prega-as em uma igreja da região. A partir de então, ele é perseguido e pressionado para se desculpar publicamente. Por se recusar a fazer isso, ele é excomungado e precisa fugir. É desta forma que começa a sua luta para provar que seus ideais estão corretos e, assim, nasce a Reforma Protestante.

Para Ler

Uma Voz Feminina na Reforma, de Rute Salviano Almeida. Editora Hagnos. O livro apresenta o contexto da Reforma, o papel feminino à época e destaca a contribuição de Margarida de Navarra, a rainha que forneceu abrigo a Calvino e protegeu outros reformadores. Em uma proposta de trazer à luz as mulheres cristãs, esse livro é o primeiro da série Vozes femininas na história do cristianismo.

Vamos Refletir com Calvino

“Esta é a permuta que, em sua bondade infinita, ele quis fazer conosco: recebeu nossa pobreza, e nos transferiu suas riquezas; levou sobre si a nossa fraqueza, e nos fortaleceu com o seu poder; assumiu a nossa mortalidade, e fez nossa a sua imortalidade; desceu à terra, e abriu o caminho para o céu; fez-se Filho do homem, e nos fez filhos de Deus.”

Paulo Nailson -Banner Rodapé da Coluna

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.