Notícias de Caruaru e Região

Crônica do Dia – Sono – Por Whisner Fraga

Whisner Fraga
Whisner Fraga – Escritor

a normalidade se esfacela com um grito,

a menina está irritada, treme,

uma obstinação desconhecida irrompe na noite,

a menina quer quer quer quer,

é preciso escutar esses filetes de cólera,

a voz sangra uma dor infrutífera,

vamos esperar o próximo o próximo o próximo

até que até que até que até que

a menina agarra camisas,

unha, morde,

é preciso suportar esses diques se dilacerando,

é preciso preciso preciso pre

a noite é um interstício entre convulsões,

um tapa arde a mão, arde arde o rosto da menina,

arde a mão,

me desculpa, me desculpa, me desculpa, imaginamos,

a menina lambe o choro,

e nos abraçamos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.