Notícias de Caruaru e Região

Coluna Cultura e Política – AU REVOIR – Por Paulo Nailson.

Aos leitores do Jornal de Caruaru

Paulo Nailson de Almeida Lima
Paulo Nailson de Almeida Lima

Uma vez, ao me referir sobre o Jornal de Caruaru, eu comentei que é um órgão de comunicação difícil de agirmos com indiferença em relação ao mesmo. É aquele tipo: “ame-o ou deixe-o”.

Desde o início da coluna, são dez anos de uma relação que foi naturalmente progredindo, de parceria para amizade e respeito. Claro que isso também é fruto de um exercício de confiança mútua.

A partir desse ano eu deixo de produzir a coluna Cultura e Política neste querido Jornal que é um veículo que já é parte da minha história e também do município, principalmente pelas fortes reações que causa em seu público com suas matérias de interesse diversificado ou por manchetes provocativas.

A cada semana, nessa década, não parei de escrever um ano sequer, apenas era dado as pausas necessárias para descanso. E sei que havia sempre boa acolhida do público e muitas vezes eu era informado que figurava entre os assuntos mais acessados do Jornal.

Uma etapa foi cumprida. Foram dez anos de muito aprendizado. A relação de amizade, o companheirismo e até mesmo artigos esporádicos serão mantidos.

Com a chegada de uma nova emissora em Pernambuco, mais particularmente aqui em Caruaru, temos um novo desafio pela frente: atuar no rádio. Onde passaremos a desenvolver uma nova parceria com a empresa.

É com coração agradecido pela confiança da equipe Jornal de Caruaru, e pelo carinho do público, que me despeço deixando meu abraço fraterno em cada um de vocês.

Um conto

.

Existe um conto que gosto muito, e se chama “As estações”, e com o mesmo eu quero finalizar essa participação.

Um homem tinha quatro filhos. Ele queria que seus filhos aprendessem a não julgar as coisas de modo apressado, por isso, ele mandou cada um viajar para observar uma pereira que estava plantada em um distante local.

O primeiro filho foi lá no Inverno, o segundo na Primavera, o terceiro no Verão e o quarto e mais jovem, no Outono.

Quando todos eles retornaram, ele os reuniu e pediu que cada um descrevesse o que tinham visto.

O primeiro filho disse que a árvore era feia, torta e retorcida.

O segundo filho disse que ela era recoberta de botões verdes e cheia de promessas.

O terceiro filho discordou. Disse que ela estava coberta de flores, que tinham um cheiro tão doce e eram tão bonitas, que ele arriscaria dizer que eram a coisa mais graciosa que ele tinha visto.

O último filho discordou de todos eles; ele disse que a árvore estava carregada e arqueada, cheia de frutas, vida e promessas…

O homem, então, explicou a seus filhos que todos eles estavam certos, porque eles haviam visto apenas uma estação da vida da árvore…

Ele falou que não se pode julgar uma árvore, ou uma pessoa, por apenas uma estação, e que a essência de quem eles são e o prazer, a alegria e o amor que vêm daquela vida, podem apenas ser medidos ao final, quando todas as estações estiverem completas.

Se desistirmos quando for Inverno, perderemos a possibilidade da Primavera, a beleza do Verão, a expectativa do Outono.

Para a vida – “Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas serão acrescentadas a vocês.” Mateus 6:33

NOTA DO JORNAL DE CARUARU: amigo Paulo, as despedidas são sempre muito difíceis e complicadas, mas queria dizer e pedir a Deus que você seja muito feliz nessa nova missão que Deus reservou para você. Trabalhar em rádio não é uma das funções mais fáceis e eu entendo que você não poderia, jamais, conciliar esta nova função com o Jornal de Caruaru. Não tenho palavras para dizer o quanto você foi importante do início, até agora, para o Jornal de Caruaru. E o quanto nos ajudou.

Por tanto, quero agradecer muito a você, que ajudou a moldar o Jornal de Caruaru como ele é hoje. Em muitos locais cheguei a ouvir pessoas dizer que o Jornal de Caruaru era do Paulo Nailson. Tamanha a identidade. Eu, simplesmente ria.

Obrigado, por tudo amigo.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.