Notícias de Caruaru e Região

Coluna Ponto a Ponto: ELEVADOR DOS FUNDOS – Por Prof. Carlos Silva

Professor Carlos Silva
Professor Carlos Silva

NEM TUDO QUE RELUZ É OURO…

O sistema capitalista teve sua origem no que Marx chamou de “acumulação originária”, caracterizado pelo comércio competitivo, expropriação arbitrária e violenta de pequenas propriedades, escravidão e pilhagem de recursos de continentes invadidos e colonizados. A expressão capitalismo selvagem é um termo criado originalmente para se referir à fase do capitalismo na época da Primeira Revolução Industrial (cerca de fins do século XVIII). Naquela época, especialmente na Grã-Bretanha, camponeses empobrecidos vindo de um meio rural superpovoado e estagnado, não tinham alternativa senão trabalhar nas nascentes indústrias da época, criadas a partir das inovações tecnológicas que pipocavam a todo o momento, em especial o tear mecânico ou ainda o motor a vapor.

Como um símbolo do capitalismo Dubai é a maior cidade e emirado de mesmo nome dos Emirados Árabes Unidos (uma federação de monarquias absolutas hereditárias árabes). O Emirado de Dubai está localizado na costa do golfo Pérsico, sendo um dos sete emirados que compõem o país. Dubai é o emirado mais populoso entre os sete emirados, com aproximadamente 2 262 000 habitantes. Está localizada ao longo da costa sul do golfo Pérsico na península Arábica na Ásia. Na cena árabe, uma zona de estabilidade parece alheia à onda recente de abalos da ordem política. Com a sexta maior reserva de petróleo do mundo, os Emirados Árabes são uma federação de monarquias tradicionais governados pela dinastia Al-Nahyan desde 1971, em solução de continuidade arranjada com o governo britânico. Os Emirados compartilham governo extremamente restritivo, estado de bem-estar para a diminuta população local e, em níveis variados, economia em processo de diversificação, com notável efeito de atração de profissionais estrangeiros. O fluxo da economia combina-se a impressionante fluxo de pessoas.

OURO DE TOLO…

Todavia a Dubai que você nunca imaginou, existe, a miséria e a pobreza na cidade do luxo é o “elevador dos fundos que carrega esse mundo sem sequer sentir”, a Dubai que o turista brasileiro não conhece tem outro nome, chama-se Sonapur, o nome não-oficial dessa periferia de Dubai, longe do luxo, dos arranha-céus e da grande riqueza que caracteriza a cidade do Oriente Médio. Imigrantes do sul da Ásia trabalham aqui e viajam para Dubai com a esperança de construir um futuro para as suas famílias. A capital da riqueza, no entanto, oferece-lhes apenas miséria, baixos salários e trabalho exaustivo em um calor sufocante. Condições bem próximas às da escravidão, que trazem vislumbres de vidas pobres, envolvidas em trabalho pesado.

O paraíso de quem gosta de luxo, hotéis 5 estrelas, arranha-céus com piscinas a centenas de metros do chão. É o local onde pessoas enriqueceram à custa do petróleo, Dubai, entretanto longe do luxuosíssimo Burj al Arab e de Burj Khalifa, existem pessoas pobres, e então chegamos à conclusão de que neste lugar a riqueza é totalmente artificial. Muitos trabalhadores perdem seus direitos assim que colocam os pés nos Emirados Árabes Unidos, pois seus passaportes são confiscados no aeroporto e estes são forçados a trabalhar. Uma escolha óbvia para qualquer um que não tem alternativa. O campo de Sonapur abriga aproximadamente 150.000 (Cento e Cinquenta Mil) trabalhadores, principalmente da Índia, Paquistão e Bangladesh. Por isso é que precisamos ter cuidado, pois diante da atual moda da ignorância, liderada pelo governo federal, poderemos correr o risco de achar que a miséria e a pobreza são obras divinas e não um projeto capitalista de controle social.

——————————————-

Refêrencias: Wikipédia – Dubai: gilded cage. 2010. Syed, Ali. New Haven e Londres: Yale University Press, 240pp. – greenme.com.br/

 

Sobre o autor :
Rivio Xavier Jr. – É professor historiador, analista de política internacional, colunista da rádio liberdade e do jornal de Caruaru, podcaster e assessor parlamentar.

 

1 comentário
  1. editor de video Diz

    top.. nossa gostei muito do seu artigo, vou acompanhar
    seu blog seu conteúdo vem me ajudando
    bastante, muito obrigado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.