Notícias de Caruaru e Região

Coluna Ponto a Ponto: Velho Novo Normal Eleitoral – Por Prof. Carlos Silva

Professor Carlos Silva
Professor Carlos Silva

E ASSIM CAMINHA A HUMANIDADE…

Talvez a única coisa nova nas eleições municipais de 2020 seja o uso das máscaras contra a Covid-19. A performance dos candidatos a vereadores e vereadoras, com raríssima exceção, continua como no Velho Normal, sem proposta específica eles propagam um misto de ideologia com fundamentalismo religioso, que quando liquidificado se transforma numa vitamina de ilusão. Em 2020, os eleitores serão chamados às urnas para escolher seus representantes no poder público municipal, ou seja, os eleitores de 5.570 municípios escolherão prefeitos, vice-prefeitos e vereadores. Por sua vez a grande maioria dos eleitores também não sabe a real função do legislador municipal.

Na realidade o vereador é um agente político, eleito para sua função pelo voto direto e secreto da população. Ele trabalha no Poder Legislativo da esfera municipal da federação brasileira. Assim, o vereador tem um papel equivalente ao que deputados e senadores possuem nas esferas mais amplas. Como integrante do Poder Legislativo municipal, o vereador tem como função primordial representar os interesses da população perante o poder público, assim o vereador(a) quanto candidato(a) não deveria levantar uma bandeira de trabalho específica, no entanto vimos candidatos e candidatas se colocando como defensor do meio ambiente, da qualidade na educação, da cultura, etc, no entanto esse tema poderá ser até uma posição politica no parlamento municipal, todavia sua ação funcional na Câmara Legislativa Municipal, será muito mais ampla, ele deverá ter a coragem de fiscalizar as ações do poder executivo municipal, elaborar leis dentro dos princípios constitucionais que estimule, preserve e ofereça desenvolvimento econômico e equilíbrio social, muitas vezes deverá ter a coragem de contrariar seus aliados inclusive o próprio poder executivo que lhe ofereceu apoio partidário durante as eleições.

Á PASSOS DE FORMIGAS…

Podemos destacar que o ato de fiscalizar torna mais equilibrado as ações do Poder Executivo e isso é essencial para que o poder do prefeito não se torne tão grande que o deixe acima da lei, como um monarca ou um ditador. Claro que a qualidade dos candidatos(as) reflete o nosso espelho social, cuja democracia, assim como a estrutura partidária não é devidamente trabalhada na nossa educação regular como disciplina de esclarecimento ideológico, pelo contrário, os docentes geralmente sofrem restrições funcionais por parte das gestões escolares e de agentes de governos, sob pena de sofrerem uma espécie de “perseguição” funcional caso se posicionem politicamente em salas de aulas. Faz pouco tempo que vimos o atual governo federal tentando perseguir e restringir a liberdade pedagógica dos docentes, considerados por esse governo como “comunistas”, tentando até desconfigurar o importante símbolo pedagógico do grande educador Paulo Freire.

Foi essa ignorância política e a falta de se trabalhar pedagogicamente a democracia na nossa educação regular, que elegemos um presidente que contraria a ciência, um vice-presidente que acha que uma pedra engana um satélite, que uma ministra acha que um boi pode ser um bombeiro, um ministro da saúde desconhece o sistema de saúde do país e um Chefe de Segurança Institucional que não consegue detectar drogas em avião da comitiva presidencial, e que cujo governo federal se elegeu sob a égide de jargões religiosos que serviram de marketing para que vivenciarmos esse desastroso Velho Novo Normal Eleitoral.

——————————————–
Referência: politize.com.br/

 

Sobre o autor:

Carlos Silva é Professor, Palestrante, cientista social, com graduação em Sociologia-UFPE, com especialização em Matriz agroecológica e Biossegurança, casado, residente em Caruaru-PE, autor de o livro O Despertar de Pangeia e comentarista social, como colaborador da Rádio Cultura do Nordeste no Programa Cultura Informa.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.