Notícias de Caruaru e Região

Coluna Ponto a Ponto: Os Olhos puxados Tupiniquins da Ignorância – Por Prof. Carlos Silva

Professor Carlos Silva
Professor Carlos Silva

BAIXO NÍVEL MENTAL…

Quando observo um parlamentar como o Eduardo Bolsonaro, deputado federal, e policial federal, que concluiu seu ensino médio em um dos colégios privados mais caros do Brasil e tendo se formado em direito pela Universidade Federal do Rio de Janeiro fazer declarações maldosas e ignorantes sobre a origem da vacina Coronovac desenvolvida pela China e pelo o Instituto Butantan, entidade com mais de 100 anos de existências (1901), me pergunto, que nível de aprendizado foi esse? Que livros? Que material literário e jornalístico ele consumiu? Pelas suas colocações me faz lembrar um jargão chamado de os três Pês, “Papai Pagou Passou”, usados por nós, alunos de escolas e universidades públicas nos anos 80, ao nos referirmos aos universitários considerados “burros” da época. E o Pior é que existe uma leva considerada de pessoas desinformadas que seguem e concordam com esse baixo nível mental usado pelo referido deputado federal.

DAS ANTIGAS…

Ora! A relação China X Brasil ultrapassa os limites comerciais, nosso país tem uma das mais duradouras e bem-sucedidas parcerias com esse país que teve início desde julho de 1988, quando se estabeleceu uma parceira espacial quando os dois países assinaram um acordo do programa CBERS (sigla em inglês para Satélite Sino-Brasileiro de Recursos Terrestres), quando no ano de 1999 foi lançado o primeiro satélite de sensoriamento remoto desenvolvido por chineses e brasileiros. Esse avanço permitiu o lançamento de seis satélites. Ambos os países tinham o interesse comum em buscar meios eficazes e econômicos para observar a Terra. Inclusive em 2018 foi comemorado 30 anos dessa parceria quando na ocasião, Em entrevista à Agência Brasil, o presidente da AEB (Agência Espacial Brasileira), José Raimundo Braga Coelho, destacou a importância do projeto para o desenvolvimento científico.

Conforme dados da Agência Central de Inteligência dos EUA (CIA) – com informações do Banco Mundial, FMI, ONU e governos nacionais a China é o maior parceiro comercial do Brasil no mundo. Desde 2009, o país asiático tomou esta posição dos EUA. Segundo o próprio Ministério da Economia, em 2018, este comércio foi de US$ 98,6 bilhões, com superávit para o Brasil de US$ 29,2 bilhões. São minérios, petróleo e produtos agrícolas que o mercado chinês absorve do Brasil e que, segundo o economista da Escola Nacional de Administração Pública, ENAP, José Luiz Pagnussat, impulsionaram o agronegócio brasileiro. “A China precisa de muitos produtos que o Brasil tem em abundância. O grande sucesso do agronegócio brasileiro se deve muito ao crescimento da demanda chinesa”, ressaltou o economista. E para além do comércio, a China é um forte investidor na economia brasileira. É o chamado Investimento Estrangeiro Direto(IED), aquele que segue para atividade econômica gerando emprego e renda.

BAIXO CLERO…

Por isso é de se estarrecer ver uma “manada” de pessoas concordarem com as declarações levianas do pai presidente e do filho deputado federal, tentando denegrir a importância tecnológica e comercial da China para o Brasil e para o mundo. O que está acontecendo com o Brasil? Que parcela da população é essa que acredita com a maior facilidade em achismos? Como diria o jornalista Wilton Moreira, “Os idiotas, em algumas ocasiões da história, se convencem da “genialidade” de sua idiotia e, por isso, se envaidecem dela. Tornam-se pavões da burrice, exibindo-a como se fosse à coisa mais bonita e rara do mundo. Qualquer semelhança com Eduardo Bolsonaro não é mera coincidência”. E segue o mal caratismo ou um carnaval de burrice envaidecendo o Reino dos bolsonaros.

—————————————————————————–
Referências:
https://oglobo.globo.com/economia/parceria-brasil-china

 

Sobre o autor:

Carlos Silva é Professor, Palestrante, cientista social, com graduação em Sociologia-UFPE, com especialização em Matriz agroecológica e Biossegurança, casado, residente em Caruaru-PE, autor de o livro O Despertar de Pangeia e comentarista social, como colaborador da Rádio Cultura do Nordeste no Programa Cultura Informa.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.