Notícias de Caruaru e Região

Estilo de Vida – Pesquisa mostra quanto exercício você precisa para compensar um dia sentado

Estilo de Vida -Maioria passa horas sentado em frente ao computador
Estilo de Vida -Maioria passa horas sentado em frente ao computador

De acordo com o “Viva Bem” do site Uol, Embora seja um estilo de vida comum para muitas pessoas, ficar sentado o dia inteiro não faz bem para a saúde de ninguém. De acordo com uma nova pesquisa publicada no British Journal of Sports Medicine, até 40 minutos de “atividade física de intensidade moderada a vigorosa” todos os dias é a quantidade certa para equilibrar 10 horas sentado e quieto —normalmente o que grande parte das pessoas passa trabalhando em frente ao computador.

O estudo avaliou que realizar algumas atividades físicas razoavelmente intensas, como ciclismo ou caminhada rápida, pode diminuir o risco de morte precoce.

Como o estudo foi feito

  • Os pesquisadores reutilizaram dados de nove estudos anteriores totalizando 44.370 pessoas;
  • Os participantes eram homens e mulheres que foram acompanhados por um período de 4 a 14,5 anos;
  • A coleta de dados foi realizada por dispositivos que mostravam resultados concretos;
  • Foram analisadas diferentes combinações de atividade física de moderada e alta intensidade, bem como o tempo de sedentarismo e regressão dos riscos proporcionais;
  • Durante as avaliações, 3.451 participantes morreram. A taxa de mortalidade ficou em 7,8%.

Quais foram os resultados?

A análise descobriu que o risco de morte entre aqueles com um estilo de vida mais sedentário aumentou à medida que o tempo gasto em atividades físicas de intensidade moderada a intensa diminuiu.

Os pesquisadores do estudo ressaltam que mesmo as atividades cotidianas podem contribuir para a saúde. Portanto, suba as escadas ao invés de usar o elevador, pule corda, leve o cachorro para uma caminhada, ande de bicicleta ou simplesmente ligue um som e dance. Essas são atividades simples que qualquer pessoa pode fazer. A ideia é não ficar parado e se mexer como puder.

Contudo, o estudo não mostrou qual é o limite de sedentarismo. “Embora as novas diretrizes reflitam a melhor ciência disponível, ainda existem algumas lacunas em nosso conhecimento. Não estamos certos, por exemplo, onde exatamente está o limite para ‘sentar demais’. Mas este é um campo de pesquisa em ritmo acelerado e esperamos ter as respostas em alguns anos”, disse Emmanuel Stamatakis, que não estava envolvido na análise, mas é coeditor do British Journal of Sports Medicine e professor da Universidade de Sydney (Austrália).

Novas recomendações da OMS para melhorar seu estilo de vida

As diretrizes da pesquisa corroboram a nova recomendação de exercícios divulgada essa semana pela OMS (Organização Mundial de Saúde). O documento ressalta que para prevenir e tratar doenças cardíacas, diabetes tipo 2, câncer, depressão, ansiedade, memória e muitas outras, é preciso se mexer.

O órgão recomenda que os adultos façam entre 2,5 e 5 horas semanais de exercícios aeróbicos moderados, enquanto a média para crianças e adolescentes deve ser de pelo menos 1 hora por dia.

“Ser fisicamente ativo é vital para a saúde e o bem-estar, pode dar anos à vida e vida aos anos”, disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, em um comunicado, destacando que “cada passo conta”.

Ele alertou, no entanto, para o impacto negativo que a pandemia de covid-19 está tendo sobre a prática regular de exercícios físicos. Mesmo que não haja estatísticas, está claro que as medidas de confinamento obrigaram muitos a interromper suas atividades físicas.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.