Notícias de Caruaru e Região

Coluna do Dia – Farinha pouca, meu pirão primeiro… – Por Oscar Mariano

Oscar Mariano
Oscar Mariano

Na administração pública, deve-se ter o cuidado com a transparência e o zelo pelo patrimônio público. Mas existe um patrimônio que deve ser cuidado e respeitado, o funcionário público. Claro que toda regra tem sua exceção, mas a grande maioria dos funcionários dão o “sangue” pelo serviço que desempenha.

Mas na prefeitura de Caruaru, parece que a situação é bem diferente, já que se privilegia as coisas em vez das pessoas, e isso é um fato lamentável. Pois bem, no começo do novo mandato da prefeita reeleita, mais de seiscentos servidores públicos foram surpreendidos com suas demissões. E muitos se perguntavam: “o que está acontecendo?” Outros se perguntavam: “será efeito da recomendação do Ministério Público em outubro do ano passado?” Onde essa indicava que alguns cargos criados na gestão fossem extintos, onde muitos estavam na Fundação de Cultura. Segundo o MP, o munícipio criou, na estrutura da Fundação de Cultura, os cargos de gerente geral, gerente 1, coordenador 1 e assistente 1, onde o MP indicou que essas atribuições não eram compatíveis aos cargos, pois eram funções técnicas ou operacionais.

O grande dilema que se pergunta em toda cidade: quando a gestão municipal irá resolver a questão salarial dos funcionários que foram demitidos? Muitos ainda não receberam seus salários referentes ao mês de dezembro/2020. Foram demitidos servidores de várias secretarias, como por exemplo educação e saúde. Na saúde os problemas são vistos quase que diariamente nos telejornais, rádios e blog’s da cidade. Um médico do posto de saúde do município, disse em uma entrevista na TV, que estava fazendo o “papel de secretário do posto (anotando as fichas), serviços gerais (limpeza) e atendendo os pacientes”. Recentemente alguns motoristas de ambulância do município, fizeram uma denúncia junto ao MP, onde muitos deles trabalhavam diretamente no combate a COVID-19, e foram demitidos e ainda não receberam. Alguns motoristas que permaneceram, iriam receber por empenho, mas mesmos assim não receberam o mês de janeiro/2021.

O mais contraditório é que mesmo com toda essa situação na gestão municipal, a prefeitura de Caruaru, contratou oito vereadores (PSDB), que não foram reeleitos em 2020, para assumirem o cargo de Gerente 2 na secretaria do governo, onde cada um irá receber R$ 4.000,00 (quatro mil reais). E podemos nos perguntar: o que eles estão fazendo em benefício da cidade de Caruaru? Seria mais benéfico à população caruaruense ter os motoristas das ambulâncias, atendentes dos postos de saúde e até mesmo os coveiros; pois até essa categoria foi afetada pelas demissões. Mas, como diz o ditado popular: “Farinha pouca, meu pirão primeiro…”

Sobre o autor

Oscar Mariano é cientista político, publicitário, professor e Coaching Profissional
Contato: [email protected]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.