Notícias de Caruaru e Região

Turma da Mônica faz 65 anos “estrelando” como a melhor e mais desejada revista infantil no Brasil – Por Thiago V. Braga

Thiago V. Braga.

A famosa estória em quadrinhos “Mônica e sua turma”, criada por Mauricio de Sousa, tornou-se símbolo de humor, criatividade e diversão. Surgiu (formalmente) no ano de 1959, ganhando boa aceitação entre os pares. A personagem principal, uma menina de cabelo curto e largo sorriso, também “dentuça”, traz consigo pequeno coelho branco (bichinho de pelúcia). Além dela, Cebolinha, Magali, Cascão, Chico Bento e outros, “dão vida” à essa turminha cheia de boas energia, “juntos para o que der e vier”. A linguagem simples se resume numa narrativa leve, amena, sem perder de vista o caráter educativo da sua proposta original.

Marca a existência da Turma da Mônica, tida como guia na formação da criança nas séries iniciais. Este gibi conquistou e ainda conquista gerações. Traz alegria para todos os pequeninos. Alvo de diversas campanhas publicitárias. Desta feita, mostra textos com fundo moral, inspirado no dia a dia de pessoas comuns. Quem de nós, já despertou interesse em folhear páginas da revista Turma da Mônica? Pois bem. O enredo mistura fantasia, realidade e senso crítico. O perfil “hiper moderno” da revistinha guarda algo especial, do ponto de vista psico-educacional: transmitir a chamada “animagens” ou animação pela imagem. Reúne bom gosto, zelo, sensibilidade no falar e correção (erros do tipo). A forma serena de “prosear” nos convida a conhecermos um mundo particular, avesso a bagunças e conflitos – dos mais diversos – pondo e repondo novos conceitos no imaginário popular.

Os leitores, por certo, se divertem com os “balõezinhos”, através do diálogo solto. Semeia a dúvida. Atiça a curiosidade. Envolve diferentes comportamentos a partir de cada situação, dependendo do momento/lugar. Por isso traz, de forma lúdica, as reais intenções do autor: reeducar o (a) leitor (a) para a maioridade e a experiência. De que jeito? Por meio do hábito sadio da leitura. Ela nos reinventa! Representa, em demasia, nossas inquietações. Por isso, essa mesma publicação resiste ao tempo, ganhando espaço no público em geral [independe de faixa etária]. É olhada com carinho, pelos fãs da Turma da Mônica que não poupam esforços para adquiri-la, em não menos que 30 páginas de muita aventura, entretenimento e graça. Onde e como?! Em cores, formas e risos. Só podemos dá, no nosso registro, um humilde “viva”.

Figuras icônicas

Sobre autor :

Thiago Valeriano Braga É formado em Direito pela FMU; Ex-aluno do curso ‘Técnicas de Persuasão’ pela Escola Superior de Publicidade e Marketing (ESPM-Vila Mariana); Membro da Academia de Artes, Letras e Ciências da Ilha do Paquetá (Rio de Janeiro-RJ); Membro da Academia Imperatrizense de Letras (Imperatriz-Ma)

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.