Notícias de Caruaru e Região

Clube do Filme: DRUCK – MAIS UMA RODADA – Por Mary Queiroz

FILME DRUK
FILME DRUK

Renda-se ao prazer de apreciar toda bebedeira e observar tudo que tem neste filme com sobriedade.

Qualquer pessoa que ama cinema e bebidas não pode cometer o terrível pecado de não assistir este filme e fazendo jus a estas duas grandes paixões que fazem parte do meu cotidiano, resolvi não deixar que ele passasse despercebido. Indicado ao Oscar 2021 nas categorias de Melhor Direção e Melhor Filme Internacional, segue confiante a levar para casa alguma estatueta no próximo dia 25. Dirigido pelo dinamarquês Thomas Vinterberg, Druk – Mais Uma Rodada nos proporciona uma experiência única, nos permitido adentrar de forma sóbria ou até mesmo com certa embriaguez na vida e bebedeira de seus personagens. Se não ganhar nenhuma estatueta, ao menos, já se imortalizou em nossas memórias por ter nos contado uma das melhores histórias assistidas até hoje.

A história acompanha quatro professores do nível médio, focando mais no professor de História, Martin (Mads Mikkelsen), cansado com sua rotina familiar e desmotivado com o trabalho. Ao desabafar com seus amigos da juventude Tommy (Thomas Bo Larsen), Nikolai (Magnus Millang) e Peter (Lars Ranthe), juntos decidem conduzir um experimento etílico a partir da teoria de um psiquiatra norueguês de que o ser humano nasceu com um déficit de 0,05% de álcool no sangue. Tal deficiência seria a causa para a falta de maior traquejo social e criatividade humana, sendo aconselhável, portanto, que se beba todos os dias, a exemplo de grandes figuras históricas.

Druk – Mais Uma Rodada nos conquista logo em sua primeira cena com jovens e bebedeira numa competição, depois continua levando o espectador fazer um passeio através da câmera que detalhadamente vai exibindo como toda a história será conduzida, ou seja, em vários cenários, onde cada hábito caseiro ou social é fortemente necessário para entendermos como a teoria do álcool funcionará e agirá no comportamento de cada personagem, todos apresentados como pessoas comuns, repletas de problemas, frustrações, sonhos e até algumas realizações. O tom de humor é muito bem utilizado, justamente por adequar sua dosagem a personalidade de cada um dos amigos, reforçando a ideia de que eles mantém uma amizade com vínculo afetivo, com raízes sólidas, moldada pelo acolhimento de momentos bons e ruins, onde com simplicidade e cumplicidade, sempre celebram as coisas boas e nas ruins tentam se ajudar.

Em entrevista, o diretor Thomas Vinterberg falou que o álcool levou a grandes realizações na história. Líderes mundiais, grandes escritores, pintores e músicos foram inspirados pela bebida. E eu não conheço nenhum casal que tenha se conhecido sóbrio. O álcool trouxe muito amor para o mundo. E, sim, ele mata pessoas e destrói famílias.” Boa parte desta fala, também é trabalhada no filme, porém com bastante entendimento, sutileza, respeito e sensibilidade. A resolução da história também demonstra inteligência por parte dos roteiristas, que vinham espalhando as pistas durante toda a narrativa, registrando a experiência numa espécie de diário de campo exibido em tela, assim como o monitoramento de seus índices alcóolicos no sangue. A condução de Thomas Vinterberg também merece aplausos, já que revela-se um diretor muito preocupado com o visual, entregando lindas tomadas que capturam cada bebedeira e o perigo que este hábito diário pode causar.

Ambientar os eventos de bebedeira embora que seja pela manhã, na rotina de professores, sem exibir bebedeiras noturnas de grandes proporções pode parecer fácil, mas não é, se agregado a isso trazer seus personagens encontrando uma série de evidências que facilita o traquejo social como fórmula para o sucesso, fazendo citações a Winston Churchill, Franklin D. Roosevelt e Angela Merkel. O filme também conta com boas cenas de bebedeiras noturnas e ressacas, destacando o cuidado técnico com iluminação, fotografia e cenário favorecendo o entendimento e diferença entre ficar um pouquinho bêbado ou totalmente embriagado.

Druk – Mais Uma Rodada é um filme que a gente não cansa de assistir, isso porque nele não há diálogos desnecessários, personagens clichês ou aplicação e eficácia da teoria de forma clara. Nem tão pouco nos preenche com a certeza de que o consumo alcoólico sem moderação é algo que não traz consequências. Assista sem moderação e quando não estiver embriagado (a).

PROGRAMA CLUBE DO FILME

Agora o Clube do Filme pela Rádio Cultura do Nordeste 96,5 FM/1130 AM, apresentado por Edson Santos e Mary Queiroz, está com uma nova proposta, tocando “SUA TRILHA PREFERIDA”! Com o intuito de levar mais música e mais interatividade dos ouvintes e internautas, o programa oferece espaço para atender seu pedido musical do seu filme favorito. Para isto, basta ligar pelos números (81) 3722-1130/3723-1130, ou pelo Whatsapp da Emissora (81) 9.8109-1130.

Acompanhe pelas Redes Sociais:

SITE:

  • www.radioculturadonordeste.com.br

FACEBOOK:

  • www.facebook.com/RadioCulturado Nordeste

YOUTUBE:

  • RÁDIO CULTURA DO NORDESTE

PROMOÇÃO CINEMA VISA EVITAR FECHAMENTO

.

Com a Pandemia chegando ao seu segundo ano no mundo todo, a situação da indústria do entretenimento é a que mais sofre nesse período, sem nenhuma perspectiva de solução e melhoria a curto prazo. Ainda mais com a politização em nosso país desta situação, onde ações ineficazes literalmente não chegam a lugar nenhum, muitos empresários tendem à fechar seus negócios, amargando falência de suas empresas.

A Rede Centerplex Cinemas vem passando por essa fase extremamente delicada, e o seu CEO Márcio Eli, está fazendo de tudo para que algumas de suas filiais, especificamente ás localizadas em cidades do interior do Brasil, não fechem suas portas, garantindo assim o emprego de seus funcionários, lançou a campanha: JUNTOS PELO CENTERPLEX.

A CAMPANHA visa incentivar a compra de ingressos agora, e com a validade estendida até 31 de dezembro de 2021, ou seja, você compra agora, e assiste quando quiser. São pacotes com os seguintes valores:

– 10 INGRESSOS = R$ 100,00

– 25 INGRESSOS = R$ 200,00

– 40 INGRESSOS = R$ 300,00

Por isso, quem tiver interesse em COLABORAR, nem que seja na divulgação da CAMPANHA, basta acessar as Redes Sociais do Centerplex Cinemas de sua cidade, e se informar. Vamos juntos evitar que mais uma vez, Caruaru fique sem cinemas.

Sobre o autor

Mary Queiroz é radialista e cinéfila, apresenta o Programa Clube do Filme, todos os sábados a partir das 13h, junto com o radialista Edson Santos pela Rádio Cultura do Nordeste 96,5 FM. Sugestões: [email protected]


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.