Notícias de Caruaru e Região

Clube do Filme trás os vencedores da 8ª edição do Festival de Cinema de Caruaru

Mary Queiroz
Mary Queiroz

Veja os vencedores da 8ª edição do Festival de Cinema de Caruaru e o que diz Edvaldo Santos – Curador do Festival de Cinema de Caruaru, sobre a realização de mais uma edição do festival neste período pandêmico.

.

Edvaldo Santos – “O festival foi prestigiado pelo público, pois até superamos em acessos a edição anterior que já foi também não presencial. Buscamos fazer uma programação voltada à reflexão, ao olhar interior de cada ser. A temática e a identidade visual buscou uma forma afetiva e solidária de chegar ao público e nossa temática “Raízes em movimento” estava em cada ação de exibição ou formação. Tivemos 67 filmes em 7 mostras, 3 oficinas e 15 dias de debates. Na Mostra Reconexões buscamos agrupar filmes para refletirmos nestes momentos atípicos de crise. Gratidão aos realizadores, imprensa, equipe de produção e ao público em geral. Muito felizes estamos e ainda tem mais: no dia 23 de abril vamos fazer a Mostra Especial Caruaru com filmes inéditos ainda em fase de finalização produzidos em Caruaru”.

Os vencedores da oitava edição do Festival de Cinema de Caruaru foram anunciados nesta terça-feira, 30/03, em uma cerimônia virtual, apresentada por Stephanie Sá. O evento, que aconteceu em formato on-line por conta da pandemia de Covid-19, contou com a curadoria de Edvaldo Santos, Luciano Torres e Priscila Urpia.

Neste ano, o tema do festival, que foi realizado por meio da Lei Aldir Blanc, foi Raízes em Movimento. As raízes servem para sustentação e absorção de nutrientes pelas plantas. O termo foi usado para representar também nossa relação com a sabedoria e a cultura do território onde nascemos; pois reconectar é o que nos move neste momento.

Ao total, 500 filmes, de nove países, foram inscritos. O evento, que geralmente acontece na região do Agreste Pernambucano, no Teatro João Lyra Filho, contou com exibições virtuais dos filmes e atividades paralelas, como: Oficina Documentando, com Marlom Meirelles; Oficina de Atuação: O Corpo em Cena, com Viviane Monteiro; e Oficina de Roteiro, com Bertrand Lira.

Júri

Para a escolha dos vencedores, o júri das mostras de curtas-metragens foi formado por: William Tenório, fotógrafo e realizador audiovisual; Clarissa Ribeiro, publicitária e produtora cultural; e Ulisses Brandão, jornalista e produtor audiovisual. Entre os longas brasileiros, o júri contou com: Jeorge Pereira, diretor e animador; Amanda Mansur, professora e pesquisadora; e Kate Saraiva, professora e pesquisadora.

 

MOSTRA BRASIL | LONGA-METRAGEM

  • Melhor Filme: Fendas, de Carlos Segundo (RN)
  • Melhor Direção: Toni Venturi e Val Gomes, por Dentro da Minha Pele
  • Melhor Roteiro: Nas Asas da Pan Am, escrito por Silvio Tendler
  • Melhor Ator: Ruston Gabriel, por Fendas
  • Melhor Atriz: Natallia Rodrigues, por Skull – A Máscara de Anhangá
  • Melhor Fotografia: Fendas, por Clóvis Cunha
  • Melhor Direção de Arte: Skull – A Máscara de Anhangá, por Lize Borba
  • Melhor Desenho de Som: Doidos de Pedra – O Paraíso Ameaçado, por Ricardo Calafate
  • Melhor Pôster: Serráqueos, por Ricardo Ribeiro

MOSTRA BRASIL | CURTA-METRAGEM

Melhor Filme: Pausa para o Café, de Tamiris Tertuliano (PR)

  • Melhor Direção: Tamiris Tertuliano, por Pausa para o Café
  • Melhor Roteiro: Você Tem Olhos Tristes, escrito por Diogo Leite
  • Melhor Ator: Nikolas Otávio Ramos, por 25 Anos Sem Asfalto
  • Melhor Atriz: Luciana Souza, por Inabitável
  • Melhor Fotografia: O Rei das Estrelas, por Rodrigo Barros
  • Melhor Direção de Arte: Dual, por Renata Oliveira
  • Melhor Desenho de Som: Inabitável, por Nicolau Domingues
  • Melhor Pôster: Não Te Amo Mais, por Manuella Silveira
.

MOSTRA AGRESTE

  • Melhor Filme: Não Moro Mais em Mim, de Vitor Celso e Bruna Guido (Campina Grande, PB)
  • Melhor Direção: Vitor Celso e Bruna Guido, por Não Moro Mais em Mim
  • Melhor Roteiro: Não Moro Mais em Mim, escrito por Clara Farias, Bruna Guido e Vitor Celso
  • Melhor Fotografia: Os Porcos e a Reza, por Rogério Luiz Oliveira e Pablo Silva
  • Melhor Direção de Arte: Não Moro Mais em Mim, por Clara Farias e Samy Sah
  • Melhor Desenho de Som: Os Porcos e a Reza, por Filipe Gama
  • Melhor Ator: César Ferrário, por Joana
  • Melhor Atriz: Sara Tirzally, por Não Moro Mais em Mim
  • Melhor Pôster: O Circo Invisível, por Edson Carvalho

MOSTRA INFANTIL | CURTA-METRAGEM

  • Melhor Filme: Narratal de Faz de Contos, de Diego Rezende (PR)

MOSTRA ADOLESCINE | CURTA-METRAGEM

  • Melhor Filme: Um Poema Alvoroço, de Laura Braz (SP)

MOSTRA LATINO-AMERICANA | CURTA-METRAGEM

  • Melhor Filme: 1989, de Astrid Scheuermann (Panamá)
MOSTRA ESPECIAL RECONEXÕES
  • Melhor Filme: Desassossego, de Fabi Penna (SC)
Fontes:
  • https://festivaldecaruaru.com.br/2021/
  • https://www.facebook.com/festivaldecinemadecaruaru
  • Instagram: @festcinecru

PROGRAMA CLUBE DO FILME

O Programa Clube do Filme vai ao ar, ao vivo, todo sábado, às 13h pela Rádio Cultura do Nordeste 96,5 FM /AM 1130, apresentado por Edson Santos e Mary Queiroz. Acompanhe pelo You Tube no canal Rádio Cultura do Nordeste.

1 comentário
  1. JOÃO LUIS GREGORIO E SILVA Diz

    Estou impressionado com o alto nível desse espaço sobre a sétima arte. Parabéns Sra. Mary Queiroz e também ao Jornal de Caruaru por esse momento sobre os grandes títulos do cinema mundial.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.