Notícias de Caruaru e Região

Hiperestesia Sensorial: Uma sensibilidade exacerbada- Por Soraya Rodrigues de Aragão

Soraya Rodrigues de Aragão, CRP 11- 06853
Soraya Rodrigues de Aragão, CRP 11- 06853

Para a Neurologia, a hiperestesia sensorial é o aumento da sensopercepção, seja física ou psicossomática e é acompanhada da aceleração do ritmo dos processos psíquicos e aumento dos reflexos, principalmente dos tendões.

Esta sensibilidade exacerbada e muitas vezes dolorosa aos estímulos recebidos, se desenvolve quando existe um comprometimento adaptativo com alto grau de ansiedade e estresse, possibilitando um aumento da sensibilidade sensorial por parte da pessoa com relação ao seu ambiente externo e interno.

A sensopercepção é importante para a percepção e adaptação ao mundo externo e às condições ambientais, mas quando existe uma falência desta capacidade adaptativa e exacerbação dos sentidos, ocorre a hiperestesia sensorial.

Esta também surge em determinadas doenças como a raiva, o hipertireoidismo e no tétano, bem como na síndrome de abstinência e rebote de algumas substâncias psicoativas, crises de enxaqueca e em epilepsia.

Soraya-Banner Rodapé da Coluna

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.