Notícias de Caruaru e Região

Poema para o Dia das Mães – Por Malude Maciel

Malude Maciel
Malude Maciel

PEDINDO COLO

É REALMENTE MUITO INTERESSANTE

COMO ESTA VIDA É CHEIA DE INVERSÃO

MINHAS CRIANÇAS CHORAVAM NAQUELE INSTANTE

DE MIM SOLICITANDO PROTEÇÃO

HOJE TÃO GRANDES, HOMENS, ADULTOS

DESAPAREÇO EM MINHA PEQUENEZ

QUEM CHORA É A MÃE COMO UM VULTO

SONHANDO COMEÇAR TUDO OUTRA VEZ

O TEMPO PASSA TÃO RAPIDAMENTE

O PASSADO VAI MURCHANDO COMO FLOR

QUERENDO SER AMADA , A MÃE CARENTE

MORRE DE SAUDADES, E VIVE DE AMOR.

 

Sobre a autora:

Maria de Lourdes Sousa Maciel se tornou “Malude” porque seus irmãos não sabiam dizer seu nome completo, como sua mãe insistia. Se tornou poetisa, escritora (Reminiscências de Malude em Prosa e Versos foi seu segundo livro publicado. O primeiro livro publicado intitula-se : No Meu Caminho.) é membro da Academia Caruaruense de Cultura, Ciências e Letras – ACACCIL. Ocupa a Cadeira 15, que tem como patrono a Profa. Sinhazinha.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.