Notícias de Caruaru e Região

Raquel diz que ainda é cedo para falar em candidaturas majoritárias para a eleição de 2022

Raquel Lyra
Raquel Lyra

A prefeita de Caruaru e presidente do PSDB em Pernambuco, Raquel Lyra, reafirmou que ainda é cedo para falar em candidaturas majoritárias para a eleição de 2022, mas defendeu a discussão de um projeto da oposição para o pleito. Para a disputa ao governo de Pernambuco se especula, inclusive, a formação de uma chapa com ela e o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (MDB).

Segundo defende Raquel, o foco no momento é o combate à pandemia da covid-19 no estado, onde o agreste é a região que enfrente maiores dificuldades, atualmente, com números altos de contágio e carência de leitos hospitalares.

“É claro que eu não posso me omitir de qualquer debate sobre o que será a eleição do ano que vem. O que temos colocado apenas é no sentido de que considerando o estágio da pandemia que nós estamos vivendo e a necessidade de um foco 100% nas nossas cidades, é que discutir sobre nomes agora é precoce, além do que o que precisamos, além de nomes, é discutir um projeto para Pernambuco. “, afirmou a prefeita em entrevista ao programa Passando a Limpo da Rádio Jornal nesta segunda-feira (7).

Esse projeto, segundo Raquel, deve estar focado em áreas fundamentais para o atendimento da população, como saúde, educação, infraestrutura e assistência social. “Algo que há muito o governo do PSB não tem conseguido fazer”, disse a tucana.

Raquel Lyra, com Armando Monteiro à esquerda e Douglas Cintra à direita
Raquel Lyra, com Armando Monteiro à esquerda e Douglas Cintra à direita

“São temas como acesso à água, saneamento básico, temas que tocam o dia a dia das nossas cidades e que precisam sim ser, após um amplo diagnóstico feito, considerar políticas públicas que verdadeiramente mudem a vida dessas pessoas para melhor, onde elas vivem. Mais do que nome, a gente precisa hoje ter um projeto para Pernambuco e mais do que qualquer debate sobre eventuais candidatos de oposição é fazer com que o estado hoje com o seu governo possa responder pelas deficiências que apresenta, e não são poucas”, completou Raquel.

Raquel, porém, diz estar se articulado dentro do partido para a as eleições estaduais de 2022, especialmente para a formação das chapas proporcionais para deputado federal e deputado estadual. O próximo ano será o primeiro sem coligações nas eleições proporcionais para esses dois cargos.

Em Pernambuco, o PSDB tem apenas uma representante na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), que é a ex-presidente do PSDB-PE Alessandra Vieira. Não há nenhum tucano na bancada pernambucana da Câmara dos Deputados.

“Eu assumi a presidência estadual do PSDB recentemente, tenho recebido a confiança dos meus pares para a montagem das chapas proporcionais, temos trabalhado isso conversando com inúmeras lideranças”, afirmou a prefeita.

Vacinas

Raquel Lyra - prefeita
Prefeita Raquel Lyra — Foto: Elvis Edson/Divulgação

A Região Agreste, da qual Caruaru é um dos principais polos, tem enfrentando uma situação crítica com altos índices da covid-19, que acabou ocasionando a prorrogação das medidas restritivas no estado até o próximo dia 13 de junho. Na 2ª macrorregião de Pernambuco, que contempla as 4ª e 5ª Geres, com sedes em Caruaru e Garanhuns, respectivamente, apenas as atividades chamadas de permitidas podem funcionar, como supermercados, padarias, mercadinhos, postos de gasolina e farmácias.

Raquel defendeu o envio de um número maior de vacinas para a região para possibilitar o controle a doença e diminuir as solicitações por leitos de UTI, que em Caruaru estão lotados. Ela deve se encontrar na próxima quarta-feira (9) com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e prometer reforçar a solicitação por mais doses do imunizante.

Segundo a prefeita, este cenário é visto tanto nas quatro Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) do município, que possuem cerca de 30 leitos, assim como no Hospital Municipal Manoel Afonso e no Hospital Mestre Vitalino.

“A nossa solicitação tanto ao governo do estado, quanto ao governo federal, tem sido por mais vacinas para o agreste pernambucano como único meio de que a gente não tenha uma segunda onda já emendada com a terceira em razão da não diminuição da transmissibilidade do vírus aqui nessa região”, disse a prefeita.

Raquel também informou que o município firmou uma parceria com a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) para fazer a investigação genômica do vírus para identificar se está circulando uma nova variante do novo coronavírus na região.

"Até o presente momento, o que identificamos aqui é quase a totalidade da cepa P1, a cepa de Manaus e agora estamos aprofundando o estudo. É uma parceria com a UFPE, a Fiocruz, para identificar se há uma mutação desta cepa e algum tipo de adaptação local que cause uma maior transmissibilidade do vírus.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.