Notícias de Caruaru e Região

São João de 2019 poderá ter sido a última festa que Raquel fez como prefeita

Por Igor Maciel - Fonte: Cena Política/NE!)/UOL

Raquel Lyra no São João
.

A economia de Caruaru funciona sob dois aspectos importantes; ambos são sazonais e têm reflexo para todos os 365 dias do ano: a Feira da Sulanca, que é semanal, e o São João, que é anual. E os dois foram feridos gravemente pela pandemia.

Quando uma cidade como Caruaru decide cancelar a festa de São João, como já aconteceu por dois anos consecutivos, as implicações econômicas e políticas são mais extensas do que se imagina.

Não é apenas uma festa. O São João na “Capital do Forró” tem consequências. O ex-prefeito José Queiroz (PDT), que governou a cidade por quatro mandatos, enfrentou várias polêmicas ao longo dos anos. Mas as que mais repercutiram sempre estavam ligadas ao evento. Até o posicionamento geográfico de restaurantes e barracas no parque de eventos gerava discussão.

Em 2019, já na gestão de Raquel Lyra, a movimentação econômica total chegou a R$ 200 milhões. É muito dinheiro circulando em uma única festa nas mãos de comerciantes e setor hoteleiro, entre outros.

Para ter uma ideia da importância, no período junino, o município arrecada mais em impostos do que em todo o mês de dezembro.

Raquel Lyra São João 2019
Raquel Lyra e Santana no São João 2019

Da mesma forma que gera polêmicas, o São João também gera visibilidade para o gestor. Dois anos sem poder realizar o evento tem um ônus político para Raquel Lyra também. Justo num momento em que se cogita ela como possível candidata ao governo.

Não ter feito o São João de 2020 e de 2021, caso seja mesmo candidata ao governo, faz com que a festa de 2019 tenha sido a última de Raquel como prefeita.

Acontece que, se decidir disputar o governo do Estado pelo PSDB no ano que vem, ela precisa renunciar à prefeitura até o dia 2 de abril de 2022.

Sempre que é perguntada sobre a possibilidade de ser candidata, como foi na Rádio Jornal, diz que “não admite falar sobre eleição enquanto a situação da pandemia na região não estiver resolvida”.

Pode-se até brincar: sem São João, não tem resposta.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.