Notícias de Caruaru e Região

Magno Martins – O blogueiro que dá as costas para os fatos

Matéria Magno.
.

O Jornal de Caruaru nutria uma certa admiração pelo blogueiro quando ele narrava os fatos da história. Chegamos, até, a replicar várias matérias veiculadas em seu blog no nosso meio, mas, de uns tempos desses pra cá, não mais. O blog mencionado vem se referindo a pessoas de forma jocosa, o que não condiz com o bom jornalismo.

Por André Beltrão — Tem um blogueiro em Pernambuco que se orgulha de ter começado a vida de repórter nos tempos do telex. Faz tempo, né minha gente? Pois bem, parece que o que ele deve ter aprendido no século passado não vale mais nada.

Eu aprendi cedo que jornalista não briga com os fatos. Se um ex-presidente da República chega por aqui, é recebido por lideranças de diversos partidos e pelo governador do Estado, conversa com Deus e o mundo sem esconder de ninguém que é candidatíssimo à Presidência no próximo ano, o que eu tenho a fazer como jornalista é cobrir tudo que for possível da visita e noticiar. Foi o que eu fiz e vou continuar fazendo nesta segunda-feira, 16.

O blogueiro que deu os primeiros passos com o telex agiu de forma muito diferente. Em vez de informar, fez campanha. Começou o dia chamando PT e PSB de “corja”; publicou vídeos da campanha de 2020 à Prefeitura do Recife, quando os dois partidos eram adversários; botou o deputado Alberto Feitosa pra gravar um vídeo em frente ao Palácio do Campo das Princesas, criticando o jantar oferecido por Paulo Câmara a Lula; perguntou se o ex-presidente é “herói ou ladrão”; insinuou conflitos conjugais entre o prefeito João Campos e a deputada Tabata Amaral; e tentou fazer graça com o cardápio do jantar.

Informação que é bom, nada. As únicas publicações que ele fez que têm credibilidade são a foto do ex-presidente chegando ao aeroporto, feita pela assessoria de Lula, e uma nota do site Poder360.

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.