Notícias de Caruaru e Região

MORTINA de Férias no Lago do Mistério – Por Antonio Sampaio Dória

Professor Antônio Sampaio Dória
Professor Antônio Sampaio Dória

 

Na aurora da minha vida, uma das coisas que mais me fascinava era……. o terror. Sim. Trem-fantasma, caveiras, monstros, bruxas me fascinavam. Não era, na verdade, sentimento de “terror” o que inspiravam pois, afinal, quem tem medo de um trem-fantasma? Era uma grande diversão. Tanta que eu criei meu próprio trem-fantasma dentro do armário.

 

Por que as crianças gostam da morte e seus correlatos, bem, isso é uma pergunta que deve ser feita aos psicólogos, e espero que eles tenham a resposta. Mas elas gostam. Prova é a série de livros Mortina, sucesso na Itália exportado para vários países, e olha que são livros voltados a crianças pequenas.

Mortina e seus parentes são zumbis. Ou seja, todos estão mortos há muito tempo, mas continuam com suas “vidas” tranquilamente. Mortina é convidada a passar as férias com a tia Megera. Ela vai com a tia Fafá Lecida, e quem dirige o carro é o cachorro Tristão, também falecido. Já o Tio Funesto é apenas uma cabeça sem corpo — hilariante —, e precisa ser carregado como uma bolsa.  Como Mortina não tirava férias há uns 30 anos, acha que vai ser divertido.

 

Tia Fafá Lecida e tia Megera não se encontravam desde que eram vivas e fazem uma festa. Dondoco, o primo de Mortina, dá um mergulho no lago e perde um braço, que depois seria costurado. Mas a grande questão a ser resolvida é a chegada de um homem que põe uma placa de VENDE-SE na velha mansão abandonada. O imóvel seria leiloado, e eles perderiam seu tenebroso refúgio. Sendo assim, eles recorrem ao velho livro de Feitiços para fazer Tia Megera voltar à vida e defender sua propriedade. Mortina também toma a poção, para ajudá-la.

 

As ilustrações são um show — não à parte, mas integradas totalmente ao texto, inclusive contando com várias “flechas” explicativas e engraçadas. Os detalhes super criativos, as cores brilhantes e as texturas, é realmente um show bem integrado. Não por acaso a autora e a ilustradora são a mesma pessoa, Barbara Cantini — provavelmente uma pessoa viva.

Esse fascínio, essa atração irresistível pela morte e coisas horripilantes podem parecer estranhos, mas o sucesso é garantido! Ah, que saudades que eu tenho da aurora da minha vida — ou melhor, de um bom trem-fantasma… e de caveiras…

 

Mortina, De Férias no Lago do Mistério, de Barbara Cantini. Tradução de Eduardo Brandão, Companhia das Letrinhas. Para crianças a partir de 7 anos.

 

fundo logo Antonio Sampaio Dória
.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.