Notícias de Caruaru e Região

MALDITA PANDEMIA – Por Malude Maciel

Malude Maciel
Maria de Lourdes Sousa Maciel (Malude Maciel)

 

É proibido ir às ruas

E andar pela cidade

Tal qual prisioneiros

Trancados sem piedade

Sentindo muita saudade

Do tempo da liberdade

 

Não podemos passear

Nem sair, nem fazer compra

Nem sequer ir à igreja

E visitas nem se conta

Privados de ir e vir

Com medo da pandemia

Já não sabemos nem rir

Nesse tempo de agonia

 

Muitos amigos se foram

Dá um desgosto profundo

Acontece a mesma coisa

Aqui e no fim do mundo

 

Continuamos em casa

Até parece uma sina

Suplicando ao bom Deus

Que chegue a bendita vacina

 


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.