Notícias de Caruaru e Região

Os primeiros passos de Moro no Nordeste teve direito até chapéu de cangaceiro

Sérgio Moro com chapéu de cangaceiro
Sérgio Moro com chapéu de cangaceiro

No tour para o lançamento de seu livro, “Contra o Sistema da Corrupção”, Sergio Moro fez sua primeira incursão ao Nordeste como pré-candidato à Presidência da República. foi um batismo de fogo, já que a região, o principal reduto eleitoral de Lula, é uma espécie de território hostil para o ex-juiz da Lava Jato. Em razão do contexto desfavorável, o planejamento da viagem foi tocado com especial cuidado pela equipe de Moro. A ideia era que ele aproveitasse a viagem para realizar encontros com políticos locais identificados com sua agenda.

O presidenciável chegou a Recife para fazer o lançamento, neste domingo (05), de seu livro “Contra o sistema da corrupção”, com um evento em teatro da capital pernambucana. O encontro teria ocorrido na casa do presidente estadual do Podemos, Ricardo Teobaldo, na Zona Sul do Recife. Parlamentares como o deputado federal Daniel Coelho (Cidadania) teriam participado do encontro.

Para reduzir rejeição no reduto de eleitoral de Lula, Moro usou o chapéu que é um símbolo do que foi o Nordeste no passado quando Virgulino Ferreira, o Lampião, criou um padrão no vestuário que virou símbolo da cultura da região.

Moro foi detonado nas redes sociais

Ao chegar na cidade, o presidenciável foi recebido com gritos de “juiz ladrão”. O ex-magistrado parcial tenta ganhar espaço para consolidar a candidatura como homem da terceira via.

No sábado (04), o ex-juiz participou de uma conferência do Podemos no Rio Grande do Sul e também foi recebido com diversas vaias.

Agora, após pousar com o chapéu, foi detonado nas redes sociais. Confira a repercussão abaixo

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.